Empresária com problemas na Controle do Estoque
Estoque

Controle de Estoque: 4 Erros que Você Não Pode Cometer

Descubra como realizar um controle de estoque eficiente evitando estes 4 erros.

O controle de estoque é uma das atividades de maior criticidade para qualquer empresa. Trata-se, basicamente, da gestão de capital imobilizado e, portanto, pode significar perda ou ganho financeiro em larga escala. Isso traz especial impacto sobre negócios de pequeno e médio porte, mais expostos a oscilações financeiras.

Sendo assim, é importante estruturar estratégias que otimizem a gestão, impedindo que uma necessidade do negócio para manter a produção, se torne um fardo para o caixa. Hoje falaremos sobre o primeiro passo nesse processo: quais erros não cometer na gestão de estoque.

1) Reabastecer Apenas Conforme o Consumo

Um dos principais erros na gestão de estoque é reabastece-lo com base exclusivamente no consumo dos itens. Agindo dessa forma, você realiza uma avaliação unilateral, que considera apenas solicitações imediatas e deixa de levar em conta o impacto de outras atividades da cadeia produtiva.

Sem avaliar os elementos que provocam influência sobre a provável demanda, você corre um sério risco de desabastecimento, uma vez que fica exposto às variações naturais do mercado. Dessa forma, sua capacidade de atendimento ao seu público fica comprometida.

O ideal é que você estabeleça estratégias de previsão de demanda e construa um planejamento de estoque que englobe todos os aspectos empresariais relevantes para o consumo de itens. Assim, seja uma nova campanha de marketing, uma nova estratégia comercial ou um evento que impacta o público disponível na região do seu negócio, tudo deve ser levado em consideração

2) Controlar o Volume de Estoque Manualmente

Outro fator de extrema importância referente ao controle de estoque é o ponto de ressuprimento. Uma prática muito utilizada no passado era o apontamento manual das quantidades e os reabastecimentos baseados em controles visuais. Assim, o sucesso da atividade dependia do feeling do gestor.

Isso representa um elevado risco para a gestão empresarial, uma vez que se trata de uma prática imprecisa, além de exigir elevada intervenção humana e subjetividade no processo.

Para evitar tal falha é preciso desenvolver uma sistemática de controle. Se for automatizada, melhor ainda. Por meio de ferramentas de gestão, como sistemas ERP , você obtém formas objetivas de acompanhamento do consumo e análise do melhor ponto de reabastecimento.

empresario-fazendo-o-inventário-de-estoque

3) Não Acompanhar o Vencimento de Produtos

Já imaginou descartar itens por vencimento? Ou ainda comercializar itens vencidos? Trata-se de uma das formas mais fáceis disponíveis para se perder dinheiro e cair no conceito dos clientes.

A data de validade de produtos é assunto sério, portanto não negligencie seu controle. Estruture formas de acompanhamento que mitiguem o risco de perdas e de utilização indevida. Lembre-se de que esse é um aspecto legal e que, portanto, representa um erro crítico no controle de estoque.

4) Adquirir Volumes Excessivos

Outra atitude aparentemente intuitiva, mas que pode provocar severos prejuízos, é a aquisição de grandes volumes excedentes para o estoque, visando evitar desabastecimentos. A ideia é de que o foco da produção deve estar no cliente, e dessa forma, “melhor sobrar do que falta”.

Por mais que se garanta o atendimento da demanda, trata-se de uma decisão altamente ineficiente. O volume de capital imobilizado aumenta excessivamente, deslocando recursos de outras frentes que poderiam gerar retornos. Assim, a empresa perde dinheiro.

O ideal é que se faça um controle que favoreça o ciclo de estoque. O volume deve acompanhar a demanda de forma próxima, assegurando o mínimo possível de itens excedentes. Não é uma tarefa simples, mas o sistema de gestão certo pode ajudá-lo.

 

A Gestão de Estoque no Século XXI

A gestão de estoque é uma atividade importante demais para ser desenvolvida com displicência. É preciso conduzi-la de forma precisa e integrada a cada etapa do seu processo produtivo. Independentemente do porte ou segmento do seu negócio, isso é um fato.

Sendo assim, desenvolva processos e aplique ferramentas que permitam uma análise consistente e uma gestão assertiva. Na atualidade existem diversas formas de se fazer isso, portanto não há desculpas para um controle de baixa qualidade.

Gostou do conteúdo e está pronto para fazer um controle de estoque  proveitoso? Não deixe de continuar aperfeiçoando seus conhecimentos e confira nosso post sobre Gerenciamento de estoque .

 

 Conteúdo produzido pela equipe da Gestão Click!

0 comentário em “Controle de Estoque: 4 Erros que Você Não Pode Cometer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s