Conteúdos Finanças

TEF ou POS, qual é a melhor opção para o seu negócio?

Comprar através de cartões de crédito e de débito em estabelecimentos comerciais já se tornou algo tão comum para clientes quando a utilização de dinheiro em espécie. Muitos clientes utilizam esta forma de pagamento pela praticidade, segurança ou controle que estes meios podem oferecer. Desta forma, passou a ser indispensável a qualquer comerciante oferecer e aceitar estes meios de pagamento aos seus clientes.

(10 min. de leitura)

Comprar através de cartões de crédito e de débito em estabelecimentos comerciais já se tornou algo tão comum para clientes quando a utilização de dinheiro em espécie.

Muitos clientes utilizam esta forma de pagamento pela praticidade, segurança ou controle que estes meios podem oferecer. Desta forma, passou a ser indispensável a qualquer comerciante oferecer e aceitar estes meios de pagamento aos seus clientes.

A partir destas necessidades, existem algumas operações tecnológicas disponíveis aos estabelecimentos comerciais para se efetuar o processo de leitura e transmissão dos dados financeiros, as mais conhecidas são: o POS ou “Point of Sale” (ponto de venda) e o TEF (Transferência Eletrônica de Fundos), estas são operações muito parecidas e estão relacionadas à forma como os valores e dados são transferidos entre si.

Estas duas operações podem funcionar através de redes com fio e também wireless (sem fio) dependendo da operação escolhida, mas alguns fatores as diferenciam uma das outras: como os terminais utilizados, suas capacidades técnicas, seus custos, a praticidade e a otimização que oferecem aos estabelecimentos comerciais.

Para te auxiliar na escolha de uma destas operações, nós da ACSN desenvolvemos este post comparando  as características de cada uma destas operações. Abaixo é possível verificar alguns dos pontos principais nesta relação:

Quais são as diferenças, vantagens e desvantagens entre POS e TEF?

POS ou “Point of Sale”

Estas são aquelas famosas “maquininhas” de cartão que vemos em diversos estabelecimentos e que são oferecidas por agências bancárias ou redes adquirentes como, por exemplo: Cielo, Rede, Hipercard, Getnet e Santander.

Estes equipamentos geralmente são vistos em restaurantes, postos de combustíveis ou quando pedimos uma pizza. Este tipo de tecnologia disponibiliza tanto equipamentos fixos quanto wireless (sem fio), neste segundo caso, o equipamento geralmente é adquirido por estabelecimentos que necessitam de um terminal portátil, de acordo com as atividades do estabelecimento.

A conexão com fio, deste tipo de equipamento, se dá através de linha telefônica ou por rede cabeada conectada à internet, já os terminais com tecnologia wireless se conectam através de chips de operadoras telefônicas móveis (Vivo, Tim, Claro etc.) ou através de outas tecnologias, já embutidas nestes tipos de equipamentos, como 3G, 4G, Bluetooth ou GPRS (General Packet Radio Services, ou em português, Serviços Gerais de Pacote por Rádio).

As principais vantagens deste tipo de tecnologia são o seu custo e sua praticidade:

 1 – O Custo

Os custos destes equipamentos, atualmente, se resumem a aplicação de taxas de adesão cobradas pelas redes adquirentes, a cobrança de alugueis feitas pelo uso do equipamento* (geralmente cobrada pelas agências bancárias), além das taxas cobrada sobre cada transação feita por terminal, neste caso vale ressaltar que de acordo com o volume de transações realizadas pelo estabelecimento é possível negociar, com as empresas que disponibilizam este tipo de serviço ou agências bancárias, a cobrança destes valores.

Observação*: Atualmente existem empresas que oferecem a compra do terminal ao invés do pagamento de aluguel. Se sua empresa não possui um grande volume deste tipo de transação vale a pena consultar este tipo de serviço.

Custos e despesas

2 – Praticidade.

Outra vantagem, deste tipo de equipamento, é a praticidade oferecida em realizar as transações financeiras através de sistemas simples e intuitivos, que transformam o processo de pagamento seguro e ágil, tanto para o cliente quanto para o comerciante.

Este tipo de tecnologia vem avançando cada vez mais, tanto que hoje em dia é possível realizar pagamentos através de smartphones em modo contactless (pagamento por aproximação).

TEF (Transferência Eletrônica de Fundos)

Geralmente presente em estabelecimentos com maiores movimentações de clientes, como grandes redes de varejo, farmácias e supermercados a Transferência Eletrônica de Fundos, mais conhecida como TEF, frequentemente é confundida com a tecnologia POS, pelo fato dos clientes visualizarem apenas o terminal onde é inserido o cartão e digitado a senha para realização do pagamento.

Para o funcionamento da operação TEF, é necessário a utilização de um computador, presente no estabelecimento comercial, interligado ao terminal eletrônico. Entre estes dois equipamentos é necessário a existência um software que capture cada transação financeira realizada, este sistema interliga os dados transmitidos entre o computador e o terminal eletrônico e tem como função enviar as informações capturadas neste processo para as redes adquirentes via internet ou links dedicados.

Como já vimos, por mais que estas tecnologias sejam parecidas cada uma delas possui suas características próprias, e suas vantagens. Abaixo, listaremos um comparativo entre algumas das vantagens do TEF.

1- A Quantidade de bandeiras aceitas, é maior!

Comparado entre as duas tecnologias, o TEF aceita inúmeras bandeiras de diversos cartões diferentes comparado aos equipamentos POS que são mono-adquirentes. Sendo assim, o estabelecimento que busca trabalhar com o TEF, estará apto para aceitar cartões regionais e até mesmo cartões próprios da loja, o que pode ocasionar um aumento nas vendas e uma maior fidelização de clientes.

2 – Integração automática.

Aos comerciantes que procuram realizar um controle e uma gestão empresarial mais efetiva através de um total controle financeiro do seu negócio, além de otimizar seus processos, o TEF é uma excelente escolha, pois todas as transações financeiras realizadas são lançadas automaticamente ao software responsável pela gestão do estabelecimento, deste modo, facilitando futuramente a conferência de dados e relatórios financeiros.

3 – Utilização de um único Software de automação.

A tecnologia TEF permite que um estabelecimento que possua diversos caixas, utilize apenas um único software para realizar a gestão e transmissão dos dados, permitindo que diversos terminais estejam interligados processando diversos pagamentos simultaneamente alocados a um único sistema de automação.

Quais são as desvantagens do POS?

Entre as duas tecnologias, POS e TEF, existem algumas desvantagens que podem impactar na hora de escolher entre cada uma destas operações. Abaixo listaremos alguns dos pontos negativos que podem impactar na escolha dos equipamentos, lembrando que também é possível baixar um infográfico que preparamos para ilustrar e auxiliar na escolha de qual tecnologia é mais adequada ao seu estabelecimento.

1 – Limitação de bandeiras.

Os equipamentos POS geralmente funcionam com apenas uma rede adquirente, e por este motivo acabam deixando de trabalhar com diversas redes, sendo que muitas delas são regionais. Ou ainda não aceitando o cartão próprio da loja, limitando assim as vendas e a fidelização de clientes.

2 – Conferência ao lançar os dados.

Como estes terminais não estão interligados ao sistema de monitoramento, o lançamento dos dados para conferência de caixa ou controles financeiros, devem ser realizados manualmente, o que consome tempo e aumenta ao risco de pequenas falhas ao lançar determinados valores.

 

E quais são as desvantagens do TEF?

 

1 – Custos elevados.

Para estabelecimentos comerciais que trabalham com poucos equipamentos POS ou possuem um baixo volume de vendas, o TEF pode se tornar um investimento elevado.

As empresas que comercializam este tipo de equipamento estão buscando cada vez mais utilizar de estratégias de redução de custos para que este tipo de equipamento se torne acessível a estabelecimentos comerciais de micro e pequeno porte.

Entretanto, ainda são considerados equipamentos com um elevado custo, comparado a tecnologia POS.

Custos e despesas

 

Qual opção você deve escolher?

Tanto a tecnologia POS quanto o TEF possuem características especificas que se adequam a perfis diferentes de estabelecimentos comerciais e suas necessidades especificas. Ao realizar a escolha é interesse avaliar o volume de vendas da loja (com relação aos custos de aquisição) e a integração de dados, (que poderá auxiliar na gestão e no controle financeiro do negócio).

É certo que ambas tecnologias são indispensáveis para qualquer estabelecimento atualmente, porém opte por aquela que se adeque a suas necessidades, sejam elas custos ou otimização do trabalho através de um sistema de automação comercial.

 

Conheça o ConnectStore!

O ConnectStore funciona tanto com o TEF quanto com o POS. Inclusive o seu funcionamento pode ser simultâneo caso você tenha uma operação de venda de alto volume e precise ter um modelo como contingência do outro quando um deles estiver com problema.

Para as vendas realizadas através da tecnologia POS, o ConnectStore está pronto para receber os lançamentos, de forma manual, das vendas feitas através da “maquinha de cartão” de crédito e débito. Estes lançamentos irão auxiliar no controle do volume de vendas realizados, ajustando assim, a gestão das finanças do seu negócio.

O ConnectStore também disponibiliza recebimentos através de tecnologias TEF. Esta operação é uma solução integrada ao ConnectStore para o gerenciamento de suas vendas no cartão de crédito e débito.

Neste processo, o ConnectStore envia o valor automaticamente para o aparelho de leitura do cartão e, após finalizar o pagamento, registra o número da autorização diretamente na sua base de dados deixando o processo mais rápido e seguro.

Clique no banner para acessar nosso site:Print

 

1 comentário em “TEF ou POS, qual é a melhor opção para o seu negócio?

  1. Elisa Helena Correa Messias

    Como eu já tenho o sistema da ACSN em minha loja o que eu teria que fazer pra ter o TEF, já que trabalho com vários tipos de cartão inclusive agora cartão de marca própria?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s